mObtrip biomas brasileiros

  image

A mObgraphia sempre gostou e se envolveu em viagens e expedições diferentes a lugares com potencial de imagens forte. Seja com nosso time ou com parceiros, este espaço sempre estará aberto para projetos como este. Caco Faria, nosso companheiro da Fotocontexto, dá continuidade a uma viagem de produção de um filme sobre os biomas brasileiros, direcionado aos jovens que vão herdar um meio ambiente frágil num futuro bem próximo. O time já filmou na Amazônia, no Cerrado e na Mata Atlântica.

Nós vamos acompanhar tudo por aqui e na nossa página no Facebook. O Caco aceitou nosso convite de produzir mobgrafias contando a viagem do seu ponto de vista. Ele vai utilizar um iPhone 5s e Hipstamatic e conta abaixo todos os detalhes:

“A viagem será parte de uma série que estou gravando com o Haroldo Palo Jr. ,
sobre a importância da preservação ambiental , o trabalho é dirigido para o público
jovem , pois serão eles que irão herdar os problemas maiores que virão , pretendemos
informá-los para que possam ter tempo hábil de amadurecer idéias que possam conter
os danos que temos causado aos nossos recursos naturais .
Temos entrevistados cientistas , professores e visitado projetos de proteção ambiental em todos
os Biomas , começando com a Amazônia , depois fizemos Cerrado , na sequência Mata Atlântica
e agora estamos indo para a Caatinga , estão previstos o Pantanal , os Pampas  e um especial
sobre a parte marinha da costa brasileira .
Nessa viagem de agora , teremos uma primeira parte onde iremos entrevistar um especialista em
Fortaleza , depois voamos para Recife e de lá , pegamos um carro e vamos em direção a
Petrolina e Joazeiro , seguindo depois em direção ao parque da Capivara , com alguns desvios
no caminho , para visitar projetos e lugares especiais .
As gravações farão parte dos episódios de “Carbono & Metano” dois personagens criados por
Philippe Henry , da produtora PH multivisão , e será distribuído pela Tetra-Pak (patrocinadora
do programa) , pelas escolas brasileiras .
A saída está prevista para dia 30 de agosto e a volta para o dia 18 de setembro .
Começarei a mandar o material então , a partir do dia 31 , quando iniciaremos as gravações” .

Aqui vão algumas fotos da última viagem .


A equipe de baixo pra cima da direita pra esquerda ,
Haroldo Palo Jr. , Caco Faria , Guilherme Tamburus , Simone Baravelli e Sandra Garcia .

Photo on 2015-08-27 at 12.33 #3
Sobre o autor :
Caco Faria
Compositor de mais de 1.000 peças publicitárias como músico , o autor alega que foi abduzido pela imagem
quando fez o curso de documentários no AIC (academia internacional de cinema) , sempre adorou fotografar
e hoje se dedica a dirigir documentários em parceria com amigos fotógrafos

https://www.facebook.com/caco.faria?fref=ts

Pedro Felix e sua aposta na mobgrafia

Há alguns dias, lemos um post do Pedro em sua timeline no Facebook (https://www.facebook.com/Feelix07), onde ele falava sobre seu entusisamo com a fotografia mobile e que havia inclusive produzido um livro.

“Quem me conhece sabe que sempre amei fotografia, independente de qual seja o método que tu use para faze-la. Desde 2011 eu sou meio pirado em fotografia mobile, quando comprei meu Xperia Live Walkman da Sony, e fiquei impressionado que um celular tinha sistema de foco automatico, e fazia fotos com uma qualidade legal. Depois que comecei a cursar publicidade, fui gostando cada vez mais da área de comunicação como um todo, mesmo tendo um pézinho a mais pra cinema haha, lembro quando contei essa minha ideia pro Alyson que era meu professor de fotografia na época e ele me incentivou logo de cara.

De lá pra cá a caminhada foi bem interessante, tive a oportunidade de conhecer pessoas por tudo quanto é canto do país e até fora dele (Um salve pra Russia nessa parte haha) e essa conexão que a fotografia com celular me trouxe me fez amar isso cada vez mais. Sei que ainda tenho uma caminhada enorme pela frente e muita evolução no caminho, mas quis ter isso de uma forma física pra poder trazer sempre comigo, e pra deixar o meu mais sincero obrigado a todo mundo que me apoiou de alguma forma a continuar com as minhas ideias qu muitas vezes parecem não ter sentido algum. Queria marcar todo mundo aqui mas sei que tem gente que não vai curtir textão na timeline ou simplesmente não quer a marcação, mas de qualquer forma todos vocês sabem muito bem quem são, e deixo mais uma vez o meu Muito Obrigado.

Resumindo a porra toda: Me fiz um livrinho, haha”

1546299_10204818841170564_2269477985032160693_n

Nosso post de hoje tem a intenção de mostrar o trabalho e o livro do Pedro, incentivando a todos os nossos leitores a fazerem o mesmo. A mObgraphia tem dito desde sempre, que o maior benefício da nossa arte é a democratização, a inclusão, a possibilidade de criar e mostrar o que se faz hoje de maneira ampla e irrestrita.

“As artes em geral sempre exerceram grande influencia na pessoa que eu sou hoje, sempre amei musica,e a unica maneira de conseguir estar próximo dela foi por meio da fotografia. A fotografia mobile chegou pra mim no ano de 2011, quando vi um modelo da Sony e fiquei impressionado pela qualidade das fotos que o aparelho entregava, alem de ter um sistema de foco automático. Desde então, a facilidade em simplesmente ter uma câmera boa no bolso que estava sempre comigo abriu um novo horizonte para mim, que era mostrar que dava pra fazer fotografias mais sérias com um celular. Meu primeiro projeto foi com Legos, sempre imaginei como seria se o superman e outros heróis estivessem de passagem por São Paulo e os levava comigo por onde eu andava. Outro grande incentivo dos meus projetos veio pelo Instagram, onde pude conhecer pessoas ao redor do mundo que tinham um mesmo interesse: a fotografia mobile. Hoje a grande maioria dos meus clicks são feitos na rua, gosto de ver os cantinhos da cidade que muitas vezes passam despercebidos pela maioria das pessoas que seguem um fluxo mais acelerado devido a rotina.
O livro que fiz é totalmente pessoal, afinal, por mais que hoje com toda a tecnologia que temos disponível, ter a foto impressa nos da uma percepção melhor das coisas”.

Pedro, parabéns por sua iniciativa e boa sorte nos próximos trabalhos!

Algumas imagens do livro:

Curso Avançado de Mobgrafia na Livraria Cultura (ATUALIZAÇÃO)

unnamed

Dias 10, 17 e 18.9(nova data) às 19:30 na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi Faria Lima.

Primeira aula, conceito e trabalho prático (ensaio) a ser produzido pelos alunos para desenvolvimento e conclusão/exposição nas duas últimas aulas.

Um curso inédito, ‘hands on’ com Cadu Lemos e Ricardo Rojas os criadores do movimento Mobgrafia brasileiro, produtores de duas edições do Festival e Prêmio mObgraphia no MIS (2014 e 2015).

Uma oportunidade única (vagas limitadas) de aprender, reciclar e criar imagens incríveis de seus momentos importantes. Para os que querem se aprofundar, uma oficina em tempo real de edição de imagens (fluxo de trabalho, aplicativos, impressão).

Ao final, os melhores trabalhos com nossa curadoria e participação dos alunos, serão publicados nos canais da mObgraphia e em possível exposição na Galeria Cultura (em negociação).

Esperamos você lá!

Inscreva-se agora e ganhe um exemplar do livro “Olhar de Torcedor” só com imagens produzidas por smartphones (R$ 80,00 nas livrarias).

Siga o link aqui.

capasm Imagem1

Nossa página no Filmfreeway

O Filmfreeway é o maior site de divulgação de festivais de cinema do mundo e o melhor portal de entrada para você submeter seus filmes. Estamos lá em:

https://filmfreeway.com/festival/mObgraphiafilmfestival

image

Apresentando a Filme Mobile e Luis Mendes

Pessoal, com muita alegria, comunicamos oficialmente nossa parceria com a Filme Mobile e seu fundador, Luis Mendes.

Luis é um dos pioneiros em produção de filmes com smartphone no Brasil, tendo uma convivência constante e muito produtiva com a comunidade internacional.

A Filme Mobile, baseada em Brasília é sua produtora e também o canal onde realiza seus incríveis workshops. Aguarde uma edição aqui em SP em outubro, antes do mObgraphia film festival 2015. Informações em breve.

Conheça mais aqui.

Captura de tela 2015-08-17 11.08.40

No site, você vai encontrar muita informação, dicas e técnicas para aprimorar sua produção, além de notícias fresquinhas da cena de filmes mobile.

Luis Mendes além de parceiro da mObgraphia e de nosso festival, será jurado convidado e também curador do material que será recebido à partir de setembro. Conheça um pouco mais de sua trajetória aqui:

1

Sempre fui um amante do cinema e da fotografia. Fotografia é algo que faz parte da minha profissão onde minha rotina é fazer filmes em 24 fotos por segundo sendo alguns takes em 120, 240 ou até 480 fps.

Comecei a fazer vídeos em meu iPhone no início de 2012 e desde então minha paixão só aumentou. Carregar em meu bolso uma ferramenta tão poderosa ainda me parece algo inacreditável. Com os acessórios e aplicativos apropriados, somos capazes de produzir filmes que a maioria das pessoas custa a acreditar que foram feitos com um smartphone e com a vantagem de processamento e compartilhamento em tempo real.

Em 2014 devido a uma certa dificuldade em encontrar artigos relacionados ao universo de filmes mobile eu criei o site minimov.co com conteúdo em inglês pois meu intuito era com- partilhar todo este conhecimento de forma global. Hoje somos uma comunidade de mais de 14 mil pessoas espalhadas pelo mundo. Agora estou lançando o site filmemobile.com com a mesma proposta do MiniMov porém todo em português.

Aplicativos que mais uso:

FilmicPro – Filmagem iPhocus – Filmagem Ultrakam – Filmagem

Cameo – Efeitos, filtros, trilha sonora e social video Cinamatic – Efeitos, filtros

Videohance – Efeitos, filtros

iMovie – Edição de video e animação de texto Gravie – Animação de texto

iMovie – Edição de video e animação de texto Chromic – Colorização

Movielooks – Colorização Gravie – Animação de texto iSupr8 – Camera Super8 Miniatures – Tilt-Shift Hyperlapse  – Time-Lapse

3 Dicas para os novos cienastas de bolso:

  • – Sempre filme na horizontal e com a camera nativa do smart- phone ou com aplicativo específico para filmagem, caso esteja fazendo filmes em Caso esteja filmando para Instagram, Vine ou qualquer outro aplicativo que utilize o formato “Square” ou quadrado fique a vontade para filmar em qualquer orientação.
  • – Sempre filme no modo avião para não ser interrompido du-rante um take e para economizar bateria.
  • – Há uma infinidade de coisas para serem filmadas por aí! Caso você não faça idéia de por onde começar, visite o canal Mini- MovTV no Vímeo para conhecer um pouco mais da arte que nossa comunidade anda fazendo por aí e se inspire!

De qualquer forma eis minha sugestão: Carregue sua bateria, limpe sua memória e comece a filmar, mesmo que sem um roteiro definido. Por incrível que possa parecer, quando for editar seus vídeos você poderá acabar encontrando uma história para contar.

Apresentando Alexandre Wittboldt

Hoje é dia de mostrar o trabalho de um fotógrafo múltiplo e consistente no que olha e compartilha.

São partes de três séries urbanas, feitas em Moto G, nas caminhadas que faz por essa cidade tão contrastada e múltipla como o Alexandre.

CLEAN SP

NATUREZA MORTA

SP CINZA

Nascido em novembro de 1971, formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Alexandre Wittboldt começou a fotografar por paixão. Estudou fotografia na Escola Panamericana de Artes, além de ter frequentado cursos e workshops.

Seu trabalho participou de exposições, projetos e eventos.

Cidades, pessoas, comportamento marcam forte presença em seu trabalho.

Atualmente, dedica-se a um de seus projetos pessoais, a Trip dos Pássaros, onde, em companhia de sua esposa, viaja pelo mundo e registra curiosidades, o cotidiano e modo de vida das pessoas, além de outros elementos como arquitetura, paisagens e detalhes.

Mora e trabalha em São Paulo capital.

1

Mais do Alexandre Wittboldt aqui

No Instagram: @wittboldt

Curso Avançado de Mobgrafia, datas e valores

10516745_691397414290968_3152492697628509397_n

                                                                                                                                        [foto: Rodrigo Vieira]

Pessoal, já estão abertas as inscrições para nosso primeiro curso avançado.

Além das 6 horas de carga horária extremamente prática “hands on” total, vamos ter também uma exposição dos trabalhos e publicação nos canais da mObgraphia e Livraria Cultura.

Queremos agradecer ao curador Sergio Miguez e ao Renato Costa, orientador pedagógico, a confiança em nosso trabalho. Jà fizemos um workshop na belíssima sala do Shopping Iguatemi, onde faremos o curso e podemos adiantar que vai ser muito bacana.

Venha nos ver. As datas e valores estão descritos abaixo, assim como o link para inscrições e  a agenda. Até lá!

unnamed

  • 10/09 – 1 º encontro

    Introdução ao tema: Seu celular é uma câmera. O enorme potencial dos aplicativos e filtros. / As redes sociais como plataforma de divulgação do seu trabalho. O exercício do olhar. Exemplos práticos. Fundamentos de luz e composição. Trabalho de casa com tema a ser definido.

  • 17/09 – 2 º encontro

    Trabalhando os principais aplicativos: câmeras, filtros e usinas de edição. Instalação, possíveis problemas e uso básico. Oficina prática. Analisando e editando o trabalho gerado.

  • 18/09 – 3 º encontro

    Transformando a sua imagem em arte. Fluxo de trabalho, edição com snapseed e outros aplicativos, comentários e dúvidas. Análise e curadoria dos trabalhos realizados pelos alunos. Escolha da melhor imagem de cada aluno para eventual publicação nos canais mObgraphia e Livraria Cultura.

Festival e Prêmio mObgraphia, case de destaque da Ad.Agency

Captura de tela 2015-08-08 10.36.12

Neste trabalho, realizado com a Samsung, a mObgraphia com ajuda da Ad.Agency construiu mais um case de sucesso com resultados muito positivos e engajamento total de público.

O trabalho da Ad.Agency foi fundamental para a logística do nosso festival que teve apenas dez dias para receber as imagens e inscrições, o que mostra o potencial da mobgrafia e das plataformas mobile.

Veja todos os detalhes aqui. 

Captura de tela 2015-08-08 11.27.47

Glauco Tavares o viajante

Com muita alegria, compartilhamos hoje um pouco do trabalho do querido Glauco Tavares, idealizador do Espaço Rua 33 e parte da rede mObgraphia. Glauco viaja com frequência e numa destas viagens abraçou de vez a fotografia e mais tarde, numa outra viagem a fotografia de rua entrou também na sua vida e claro, um smartphone na mão e muita mobgrafia no portfolio.

Glauco lança este mês em Santos, no Museu de Arte Sacra, dia 22, sua exposição individual “Índia, contemplação e vida” com curadoria e edição de Juan Esteves. Detalhes aqui.

11855610_754033278041404_7654719800541347870_n

Glauco mandou para nós três séries de mobgrafias, intituladas: “Água”, “Sombras” e “Luz”. Confira abaixo:

Sobre o Glauco

247143_888359231201497_1982456567688139753_n

Natural de São Paulo. Administrador, fotógrafo, professor de yoga e meditação, empreendedor social.
Simpatizante da fotografia desde muito jovem, foi em 2007 que, através de um projeto humanitário de combate a miséria, realizado pela minha organização humanitária no Vale do Jequitinhonha, MG, que a fotografia entrou de forma concreta em minha jornada, neste momento com a fotografia documental. Já em 2009, quando visitei a exposição de Henri Cartier-Bresson, a fotografia de rua tornou-se meu foco. Com viagens anuais à Índia e ao Nepal, exploro estes países dentro desta perspectiva da fotografia de rua e documental, utilizando uma Leica e um celular.

Siga em: http://www.glaucotavares.com/

https://instagram.com/glaucotavares/  –  @glaucotavares