Cultura, Arte e Tecnologia

Conheça HD, um artista múltiplo e mobgrafista também!

Nosso perfil de hoje é dedicado a um artista polivalente e inquieto provocador do mundo digital.

10716150_10152402901438061_650888027_n

Hernani Dimantas é pintor, poeta, pirata e pesquisador. É escritor e precursor do pensamento sobre a internet no Brasil. Desde 1997, tem se dedicado ao estudo, à discussão e à elaboração de projetos colaborativos em rede, publicando um número expressivo de artigos em livros, jornais e revistas sobre a internet como meio aberto à produção coletiva e destinado à troca de ideias e conhecimento entre as pessoas.

É autor do livro Marketing hacker: a revolução dos mercados, publicado em 2003. Articulador dos movimentos Metá:Fora e MetaReciclagem. Mestre em comunicação e semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Doutor em ciências da comunicação pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). Fundador do movimento Lixo Eletrônico (http://lixoeletronico.org).

Sua exposição mais recente é toda dedicada à fotografia digital em múltiplos pixels e segue no Clube Hebraica até o dia 4 de novembro. Vale muito a pena conhecer.

Abaixo, suas criações e o texto que define esta exibição.

Conheça mais no Instagram @hdimantas

 

 

MetaPixel

 

Se a fotografia analógica permitiu guardar registros do passado, a imagem digital parece mais propensa a promover simulações do futuro. Simulações estas que não tem limites. Podemos mesclar imagens, tratar defeitos, retirar e acrescentar informações. A imagem digital provoca a ampliação das técnicas da fotografia. A fotografia não está circunscrita na preparação e no clique. Ela se expande para nas técnicas de pós tratamento. Os efeitos do software apresentam um caminho a ser explorado, sem limites e além.  Recortar, colar e desvelar partes colocam o processo autoral como uma metalinguagem que se figura entre a metáfora e a metonímia.

 

Metapixel é um software livre para Linux utilizado para gerar fotomosaicos. Traz a tona conceitos como ética hacker, colaboração, tecnologia e gambiarras. Aplicado nas criações de HD Dimantas, tem como objetivo recriar imagens metapixelizadas, ou seja, imagem onde cada pixel é substituído por imagens de um banco de dados. O software gera fotomosaicos clássicos, em que a imagem de origem é vista como uma matriz de retângulos de igual tamanho para cada um dos quais uma imagem correspondente é substituída.

 

A ideia de utilizar o banco de dados do instagram (expandido com imagens postadas no facebook e no google+) faz do trabalho uma compilação dos afetos cotidianos e rotineiros. As criações compartilhadas nos meios digitais são, então, materializados num processo gambiológico. O ato de postar, de criar e compartilhar passa a ter um valor agregado que se fecha na materialização da obra de arte.

 

#metapixel #mobgraphia #instaart #gambiarras

Esta entrada foi publicada em outubro 29, 2014 às 1:11 pm e está arquivada sob Uncategorized. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: