Cultura, Arte e Tecnologia

Tutorial Paulo Keller e Desafio AUTOentusiastas

O fotógrafo e fã de carros Paulo Keller acaba de publicar no site AUTOentusiastas um mini tutorial de mobgrafia para quem vai fotografar carros e quer participar do desafio AE mObgraphia que vai até 15 de julho (falta pouco hein?).

Recomendamos não só para os fãs de carros mas para qualquer um que queira aprimorar sua técnica.

Obrigado Paulo!

COMPARTILHE SEU AUTOENTUSIASMO

por Paulo Keller – 08/07/2015

“A melhor câmera é aquela que está sempre com você.” Chase Jarvis

Essa frase demonstra exatamente por que os smartphones estão acabando com o mercado de câmeras compactas. Hoje em dia ninguém sai de casa sem o seu smartphone. E o fenômeno das redes sociais fez a fotografia virar praticamente uma necessidade. Todo mundo quer retratar e compartilhar os momentos bons de sua vida, suas aventuras e viagens, as amizades, as risadas e, no nosso caso, nossos carros! Os fabricantes de smartphones já perceberam isso e estão melhorando muito as câmeras e recursos de seus aparelhos a cada geração. O resultado é que hoje carregamos em nossos bolsos um potente equipamento de socialização.

Uma atividade social e sadia

Mas com o recente Desafio AUTOentusiastas mObgraphia, uma ação para fomentar a captação de fotos de carros feitas com smartphones, eu percebi que essa não é uma prática muito entendida ou dominada por muitos dos leitores que nos acompanham. Pode ser pela falta de interesse, ou até por receio ou falta de conhecimento. Há ainda alguns que são um pouco avessos a mídias sociais. E aqui eu faço um comentário: como tudo nessa vida, ou quase tudo, temos que saber fazer bom uso das coisas.

Há quem use as mídias sociais apenas para futilidades. OK, cada um usa seu tempo como quiser. Mas sabendo usar, elas podem ser uma boa fonte de informação e uma distração muito sadia. Eu, por exemplo, fico sabendo de muitas notícias por links compartilhados no Facebook, e filtro muito bem o que não quero ver. Há ferramentas e opções para isso. O Instagram também é uma mídia social, só que lá a linguagem são as imagens. E fotos bacanas devem ser compartilhadas, pela beleza em si, e pela possibilidade de contaminar outras pessoas com o entusiasmo.

Por isso eu resolvi escrever essa matéria com dicas para ajudar aos que já praticam a mobgrafia (fotografia feita com aparelhos móveis, mob é demobile, móvel em inglês) e querem melhorar a qualidade do seu trabalho, e também para aqueles que gostariam de se iniciar nessa prática. Porém a idéia não é fazer ser um guia completo sobre fotografia.

A melhor câmera é aquela que está com você

De início eu já digo que não há milagres. Há dois ingredientes que não podem faltar: vontade e dedicação. E eu digo que esses ingredientes são essenciais, pois fazer fotos mais elaboradas exige um processo de aprendizado basicamente relacionado à prática e àa experimentação, para assim desenvolver o olhar.

O processo completo para uma boa mobgrafia é composto de três etapas: captação, edição e compartilhamento.

Captação

Claramente é a etapa mais importante. A primeira coisa a fazer é ajustar a câmera de seu celular para máxima resolução. Isso faz muita diferença principalmente se a foto será compartilhada. Embora não seja um padrão obrigatório, as mobgrafias são geralmente no formato quadrado (ou 1:1). A maioria dos celulares modernos tem a opção de ajuste do formato da foto. Isso facilita muito o enquadramento, evitando que se faça cortes no momento de postagem no Instagram. Mas há aqueles que gostam de enviar as fotos diretamente para o Facebook e preferem uma linda foto em paisagem. Sem problemas. Feita a foto em qualquer formato é possível recortá-la no momento da edição. Mas cuidado com os recortes pois nem sempre o enquadramento fica bom com o recorte. Por isso, ao menos com começo, eu recomendo que já se faça a foto no formato 1:1.

Lexus IS250 mObgraphia

Outro recurso que ajuda muito é a grade, ou linhas de grade. São linhas que parecem um Jogo da Velha. Através delas pode-se aplicar a regra dos terços mais facilmente colocando o objeto principal de sua foto em um dos pontos de intersecção das linhas. Dessa maneira temos o tema da foto sempre deslocado do centro, o que deixará suas mobgrafias mais atraentes. De maneira geral, fotos centralizadas ficam boas apenas quando queremos enfatizar simetria.

No exemplo abaixo o carro está bem no ponto inferior direito. Repare também como as linhas servem para organizar a foto com a linha inferior servindo de guia para o posicionamento vertical da foto e separando bem a parte baixa e clara da parte alta e mais escura. Se você estiver fotografando o horizonte, no mar por exemplo, posicione-o nessa linha deixando dois terços de céu e um terço de água. Mas não fique refém dessa regra e ele também não precisa ser milimétrica.

Lexus IS250 mObgraphia Regra dos terços

Escolhido o objeto principal, que provavelmente será seu carro, seu par ou seus amigos, vem outro ponto de observação que nem sempre é fácil de mexer. Poucas pessoas reparam no fundo da foto no momento em que estão fotografando e o resultado disso é que quase sempre temos distrações, como outras pessoas, postes, fios, mata ou outros elementos que podem não tirar o brilho de um sorriso, mas podem não enfatizá-lo.

Há duas maneiras de resolver isso. Escolhendo um fundo neutro e sem distrações, ou usando as distrações na composição da foto. Se isso não for possível podemos trabalhar na distância do objeto, mover-se ao redor do objeto em busca de um ângulo melhor, ou procurando posições mais altas ou mais baixas e assim procurar um enquadramento que exclua as distrações da foto ou que as inclua de maneira mais harmoniosa.

Na seqüência abaixo a estrada à direita estava causando uma distração na primeira foto. Na segunda ainda ficou um caminhão bem na frente do carro. Até que na terceira e já editada a opção foi remover a estrada por completo do enquadramento. Tudo isso apenas abaixando o smartphone.

Nessa próxima seqüência a tentativa foi fazer a estrada entrar na composição, mas de uma maneira gráfica. Nas duas primeiras o carro simplesmente não ganhou destaque.

Quanto mais tempo você se dedicar a captação melhores serão suas mobgrafias. Faça muitas experiências, faça mais de uma foto de cada momento e depois escolha a que ficou melhor. Parte desse processo é a observação posterior do seu material para entender o que funcionou e o que não funcionou bem. Há ainda muito que falar sobre luz, formas, padrões etc. Mas isso fica para uma próxima matéria.

Edição

Quando você se depara com uma foto interessante pode ter certeza que ela passou por algum tipo de edição. Todas as fotos publicitárias ganham aquele ar de perfeição no pós-tratamento. Se o enquadramento já estiver bem feito e seu objeto bem focado a edição fica bem mais fácil.

Existe uma infinidade de programas de edição. Todos fazem praticamente as mesmas coisas. Mas dois deles destacam pela facilidade de uso ou por recursos interessantes. Como não poderia deixar de ser, o Instagram é algo mandatório, pois além de uma mídia social, ele também é um excelente editor. Como editor o Instagram é um dos mais fáceis de se usar. Conheço muita gente que morre de medo de se aventurar nos filtros e ajustes possíveis. Mas esses recursos podem realmente dar uma cara diferente para suas mobgrafias. No Instagram é possível escolher um filtro, ajustar sua intensidade e logo publicar a foto. Ou também “brincar” com os outros ajustes antes de publicá-la.

Diferentes tela do Instagram. Fácil e gratis!

Se você é daqueles que gosta de compartilhar tudo em tempo real recomendo já captar as fotos pela própria câmera do Instagram e compartilhá-las logo depois da edição. Se é do tipo mais calmo, captar as fotos, quanto mais melhor, e depois, quando der um tempo, selecione apenas as melhores e capriche mais na edição. Quando você vê uma foto maravilhosa no Instagram pode ter certeza que foi feita e editada com calma, e não necessariamente no Instagram.

Outro aplicativo mandatório é o poderoso Snapseed. As fotos em preto e branco dessa matéria foram todas editadas apenas no Snapseed. Nele é possível fazer edições mais sofisticadas pois ele apresenta uma grande variedade de filtros e ajustes. O destaque é o ajuste chamado drama, que deixa as mobgrafias com muito mais vida. Freqüentemente edito fotos no Snapseed e depois as publico no Instagram (sem aplicar nenhum filtro adicional).

Tela do Snapseed, também grátis

Na edição das mobgrafias vale tudo. Também é uma etapa em que o aprendizado vem com a prática. É uma etapa que funciona até como uma terapia ou uma excelente distração. Eu recomendo que se faça mais de uma versão da mesma foto e depois as compare e escolha a mais bacana para publicar. Outra recomendação importante é que se tome cuidado com o abuso dos filtros. Muita gente, eu diria a maioria, no começo tem uma tendência a exagerar nos filtros. Como regra básica, quando você achar que o ajuste está bom, volte ou diminua esse ajuste entre 10% e 20% para atingir um melhor equilíbrio.

Lexus IS250 mObgraphia Instagram

Compartilhamento

De nada adianta fazer uma foto super-bacana e não compartilhar com ninguém. E nisso as mídias sociais ajudam muito. Compartilhar nossas experiências já é uma coisa legal. E uma qualidade visual melhorada vai agradar muito mais a sua audiência.

O ponto de partida para o compartilhamento é o Instagram. Se você é do tipo mais reservado ou não gosta de se expor muito há duas alternativas. Torne sua conta do Instagram privada (o que limita muito sua audiência) ou deixe ela aberta e poste fotos mais genéricas e menos pessoais. Uma das vantagens do compartilhamento e participação nas redes sociais é a observação de outras fotos que podem servir de inspiração. Não é raro guardarmos uma imagem bacana na cabeça e depois a usarmos como inspiração para fazermos a nossa própria mobgrafia. O compartilhamento também nos ajuda a participarmos de comunidades com os mesmos gostos e paixões.

Compartilhar do Instagram para outras redes ajuda no processo e comentar fotos de amigos também é bacana

O Instagram também permite o compartilhamento no Facebook (basta associar os seus perfis) E para aqueles que produzem muitas fotos e não gostam de fazer o download no computador a dica é abrir uma conta no Flickr (que disponibiliza 1 terabyte de armazenamento grátis). Através do Instagram é possível enviar as fotos também para o Flickr e deixá-las lá guardadas.

No caso do compartilhamento, diferente da captação e edição, a quantidade não é importante. Quando você vê fotos maravilhosas pense que elas representam entre 5% e no máximo 10% de todo o material produzido. Todo fotógrafo só exibe o melhor de seu material.

Ao compartilhar é muito gostoso receber comentários. Então recomendo que também se comente fotos legais de seus amigos. Só faz bem. E nas fotos de carro use sempre o hashtag (#) #autoentusiastas. Assim nos facilita encontra as suas fotos.

Uma nova linguagem

Agora que as dicas já foram dadas é importante destacar que mObgraphia ( com ph) é um movimento criado para desenvolver e promover a mobgrafia e através delas estabelecer uma conexão próxima e engajadora entre grupos de pessoas com interesses comuns. Nesse caso, autoentusiastas com carros! Celulares, tablets, não importa; tudo é arte e movimento. Nesse tempo super-acelerado em que vivemos as imagens estão se tornando fundamentais para a comunicação. No exterior já existe um movimento muito organizado em torno da mobgrafia, inclusive no meio jornalístico e aqui esse movimento vem ganhando força e se consolidando.

Por isso estamos promovendo o Desafio AUTOentusiastas mObgraphia. Agora que as dicas foram dadas é só participar. Se ainda não sabe do que se trata, veja aqui. Participe.

Para saber mais sobre o mundo da mObgraphia:
mobgraphia.com
facebook.com/mobgraphia
no Instagram: @mobgraphia e @autoentusiastas

As imagens dessa matéria são todas mobgrafias feitas durante uma viagem de Tiradentes (MG) para São Paulo e captadas com um Samsung Galaxy S5 e editadas no Sanpseed. Outras dicas minhas estão aqui.

Pratique autoentusiasmo! Pratique mobgrafia!

PK

Esta entrada foi publicada em julho 9, 2015 às 10:07 am e está arquivada sob Uncategorized. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: