Cultura, Arte e Tecnologia

Apresentando Ricardo Ayer

Hoje é dia de mostrar o trabalho do Ricardo Ayer, que vê nas ruas sua matéria prima para um resultado primoroso, atual, contemporâneo. O nome da série é “Autópsia Urbana” e faz parte de um projeto em desenvolvimento chamado “De quaisquer formas”.

Ricardo revela que a paixão pela fotografia iniciou-se, no momento da  descoberta sobre o processo de formação da imagem, em 1978.
O grão do filme fotográfico, sempre foi uma obsessão, e, nos dias de hoje, o ruído, utilizado de forma insistente.
O trabalho consiste em manter a captura a mais rústica possível, sem interferências sofisticadas de qualquer processo digital, sendo aceitável, apenas, o básico no tratamento.
Caminhando pela contramão, a intenção, é aproximar a fotografia das artes plásticas utilizando o ruído de forma aparente como substituto da tinta, dando uma característica pictórica à imagem.

Confira o resultado:

Ricardo Ayer nos conta um pouco de sua trajetória:

“Iniciei minhas atividades artísticas em 1977, participando de cursos livres com curta duração. Estudei desenho e pintura com mais frequência em uma escola de artes em 1980 e acabei mergulhando como auto-didata em matérias como fotografia, escultura, serigrafia e produção gráfica. Já, em 1986, com habilidades bem desenvolvidas e, decidido na busca pela profissionalização, cursei artes plásticas na FAAP.
Em 1991, montei meu primeiro estúdio de arte e passei definitivamente a trabalhar na área com prestação de serviços de fotografia, mockup, produção gráfica, confecção de troféus e caligrafia artística.
O ramo editorial entra em minha vida em 1996, inicialmente como fotógrafo freelancer, acabando por desenvolver trabalho multimídia denominado foto-ilustração, utilizando recursos como escultura, desenho, pintura e fotografia para ilustrar pautas editoriais. Por esses trabalhos, fui honrado com o 24° Prêmio Abril de Jornalismo 1999 na categoria Design-ilustração por uma criação para matéria principal de uma das edições da revista VIP.
Outros cursos de formação incluem técnicas com resina, litogravura, caligrafia artística, gravura em metal e técnicas em impressão serigráfica .
Na fotografia, trabalhei na área de produtos, publicidade e editorial. Como laboratorista, tive meu próprio laboratório com revelação de filmes em preto e branco e ampliações até o formato 60X60 cm.
Atualmente dedico-me ao aprofundamento dos estudos na área da imagem, finalizando uma faculdade de fotografia e, partindo para um mestrado com a intenção de entrar para a vida acadêmica”.

Mais do Ricardo aqui:

http://www.ricardoayer.com

@ricardoayer no Instagram

 

Esta entrada foi publicada em novembro 30, 2015 às 12:58 pm e está arquivada sob Uncategorized. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Uma opinião sobre “Apresentando Ricardo Ayer

  1. Esse cara é TOP! Admiro demais sua arte.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: