Cultura, Arte e Tecnologia

Apresentando Luiz Baltar

Todas as segundas feiras, buscamos apresentar os trabalhos de fotógrafos que também usam o celular para registrar suas imagens em mobgrafias.

O convidado de hoje é o fotógrafo carioca Luiz Baltar @baltar, no Instagram, da Agência Imagens do Povo (www.imagensdopovo.org.br) e que desde 2012 se dedica a fazer uma documentação mais autoral usando celular. Baltar acompanha e registra as mudanças da cidade do Rio de Janeiro (obras e “revitalização” para os megaeventos) da janela do ônibus enquanto cruza a cidade no percurso casa x trabalho. Um recorte desse trabalho foi selecionado para a Mostra Arte Pará, maior evento de arte da Região Norte.

Abaixo em pb e cor, um pouco da série “Fluxos” (Multivias – Paisagens imaginárias e Polaroides).

“Moro em Bonsucesso (zona Norte do Rio de janeiro). E trabalho em Botafogo (zona Sul). Nesse percurso que cruza a cidade, passo horas dentro de ônibus. Diariamente. Aproveito o tempo para observar a paisagem e os personagens que se apresentam pelas janelas: os operários das obras, os vendedores ambulantes, os passageiros esperando transporte, crianças, idosos, moradores de rua, etc.

Aos poucos a observação, como distração da viagem, se transformou em uma enorme necessidade de registrar as cenas, acontecimentos e documentar as mudanças que via acontecer na cidade por conta inúmeras das obras de “revitalização e de infraestrutura para os megaeventos (Copa do Mundo e Olimpíadas).

Capturar, as imagens que passavam e que refletiam nas janelas passou a fazer parte da minha rotina, durante o uso de transporte público no Rio de janeiro, o celular (um iPhone 4s) passou a ser um companheiro inseparável.

Como nem sempre consigo sentar na janela, os passageiros e a própria caixa de vidro e ferro que me transporta, passaram a ganhar importância. Comecei a fotografar a relação dos outros passageiros com o coletivo e com o trajeto. Um espaço, que antes me trazia a ideia de confinamento, passou a significar um tempo para contemplação e reflexão.

O uso do celular, de maneira despretensiosa e “lúdica” no começo, me permitiu explorar uma nova linguagem dentro da fotografia. O projeto Fluxos, foi minha primeira investida em uma documentação autoral preocupada com questões da fotografia contemporânea e me levou a expandir a fotografia que vinha fazendo até então”.

Sobre Luiz Baltar:

Fotógrafo documentarista social formado pela Escola de Belas Artes/UFRJ e Escola de Fotógrafos populares. Em 2009, começa fotografar o cotidiano, o processo de remoções forçadas e as ocupações militares em diversas comunidades e favelas do Rio de Janeiro. Acredita na fotografia como forma de expressão ativista e crítica, procurando estabelecer um diálogo entre fotografia e questões sociais, sobretudo no que diz respeito ao olhar sobre a cidade.

Os temas centrais de seus projetos autorais e documentações fotográficas são território, cultura e direito à cidade. Com interesse em movimentos sociais, mobilidade urbana, direito à moradia e direitos humanos. Colabora com diversas mídias, no Brasil e no exterior, com fotos e matérias sobre violações de direitos e luta pela moradia.

Atualmente é fotografo do Programa Imagens do Povo, agência fotográfica e centro de documentação e pesquisa situada na Favela da Maré (Rio de Janeiro). Participa também do coletivo Favela em Foco e dos projetos Tem Morador e Folia de Imagens.
Exposições Coletivas
“The Fighter Within photography exhibition” em Londres; “Mostra Arte q Luta” na V Semana de Ciências Sociais – UERJ; “Expo Pacificacion 3 pleitos” patrocinado pela Embaixada do Brasil e Fundación Hispano-Brasileña com exposições nas cidades de Madri e Salamanca; Exposição no Festival de Cinema Brasileño organizado pela Casa de America; projeto “Território Íntimo” do fotógrafo Bruno Veiga; “Desde Junho nas Ruas do Rio” no Teatro Sergio Porto; “Na Teia da Memória”, Centro Cultural da Justiça Federal (CCJF) com curadoria de Joanna Mazza e Milton Guran; “Folia de Imagens” na Galeria 535; Festival New Orleans Jazz & Heritage; “Manifest-Action na Amnesty International” em Londres (Inglaterra), Vienna (Austria), GRAZ (Austria), Zurich (Switzerland); Projeto Warld Cup; “Copa Para Quem” na Universidade de Bonn / Alemanha; Palestra “Copa Para Quem” no Departamento de Antropologia / Estudos Latino-americanos na Universidade de Bonn / Alemanha; “7a Mostra” Luta no Museu da Imagem e do Som (MIS) Campinas; “O melhor e o pior da “Copa das Copas” da ARFOC/Rio no Centro Cultural da Justiça Federal (CCJF); “Religiosidade e Direitos Humanos” na Puc Rio; “Travessias 3” no Galpão Bela Maré; “Imagens da Escuridão e da Resistência” no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM) com curadoria Luiz Camilo Osorio; “Imagens do povo: desde Brasil nueva Fotogalería en el Prado” no Centro de Fotografía de Montevideo [CdF] Uruguai; “NÓS”, Galpão Bela Maré; Participação no Livro NÓS, 10 anos do Imagens do Povo; “9ª Bienal de Cultura da UNE” (União Nacional dos Estudantes); “Folia de Imagens” no Museu Janete Costa de Arte Popular em Niterói; “Projeto Warld Cup” no Centro Cultural de la Cooperación Buenos Aires / Argentina; Projeção do Ensaio sobre as remoções de Manguinhos no Encontro de fotógrafos em Canela Foto Worksops/RS; Conferência do Programa de Estudos em Pobreza e Governança da Universidade de Stanford; “Na palma da mão” FotoRio no Centro Cultural dos Correios; Exposição Coletiva “ARTMOB A Imagem das Manifestações” no Centro Cultural Laurinda Santos Lobo; “Ser Carioca” FotoRio na Biblioteca Parque Estadual; “Rio 450 Janeiros” FotoRio; Convocatória Paraty em Foco; Festival #Lille 3000 – Exposição “Cariocas!” Maison Folie Wazemmes na França;

Exposições Individuais
“Manguinhos Registros de Identidade e Consciência”, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro UERJ e na Sede da FAFERJ; Fluxos ARTE PARÁ 2015 no Museu do Estado do Pará (MEP)

Livros e publicações
Livro NÓS, 10 anos do Imagens do Povo; SMH 2026 – Remoções No Rio de Janeiro Olímpico da Editora Mórula; Bala perdida: a violência policial no Brasil e os desafios para sua superação, coleção Tinta Vermelha – BoiTempo Editorial; Relatório da Anistia Internacional “Você matou meu filho” sobre Homicídios cometidos pela polícia militar na cidade do Rio de Janeiro; Ensaio fotográfico Revista Em Pauta, de nº 35 (FSS/UERJ);

Entrevistas e matérias
Community Photographers Observe the Pacification Operation in Lins no portal Rio on Watch, outubro de 2013 (http://www.rioonwatch.org/?p=11554); Paz, Pacificação e UPP na Favela no Portal Rio on Watch, março 2014  (http://rioonwatch.org.br/?p=10812); Um olhar sobre a ocupação no Portal Photos, março 2014 (http://photos.com.br/as-favelas-de-luiz-baltar/); Pacification no portal Rio Chromatic, abril de 2014 (http://riochromatic.com/2014/04/pacification/); Luiz Baltar discute as UPPs com fotos e artigo no Brasil 247, maio 2014 (http://www.brasil247.com/pt/247/favela247/138568/Luiz-Baltar-discute-as-UPPs-com-fotos-e-artigo.htm); El lado más oscuro del Mundial no Jornal El Confidencial, julho 2014 (http://www.elconfidencial.com/mundo/2014-07-04/la-expulsion-blanca-la-cara-oscura-del-mundial-de-brasil_156414/); Rio de Janeiro: a cidade do espelho – O desejo como principal vetor de construção da cidade no portal Vitruvius, março de 2015 (http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquiteturismo/09.096/550); SMH 2016 – Remoções do Rio de Janeiro Olímpico no Portal Imagens associadas, maio de 2015 (http://www.imagensassociadas.com.br/livro-e-entrevista-smh-2016-remocoes-do-rio-de-janeiro-olimpico-com-fotografias-de-luiz-baltar/);

Prêmios
Prêmio FotoRio – Leitura de Portfólio 2015; Menção honrosa no concurso fotográfico do Ateliê do Oriente 2015.

Acervos
Fotografias incorporadas ao acervo do Múseu de Arte Moderna do Rio (MAM).

http://www.luizbaltar.com.br

Esta entrada foi publicada em fevereiro 15, 2016 às 1:01 pm e está arquivada sob Uncategorized. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: