Cultura, Arte e Tecnologia

Pós Graduação em Imagem / Inédito no Brasil

Oportunidade excepcional para se aprofundar com grandes nomes da imagem brasileira, neste mundo que não para de crescer e se transformar.

Começa no próximo dia 5 de agosto em São Paulo, no Madalena Centro de Estudos da Imagem, a primeira pós graduação dedicada ao tema, com nomes destacados compartilhando sua experiência e conhecimentos, como Cláudia Jaguaribe, Pio Figueiroa, João Wainer, Pedro David, Bob Wolfenson, entre outros.

A duração do curso é de 18 meses, com carga horária total 360 horas presenciais. As aulas acontecerão às sextas das 18-22H e aos sábados das 09-18H, a cada quinze dias.

A coordenação geral do programa é de Iatã Cannabrava, Thamyres Matarozzi e Renato Stockler e o programa é assinado em conjunto com a UNIMES (Universidade Metropolitana de Santos).

CONTEÚDO

 

CULTURA CONTEMPORÂNEA

A cultura contemporânea é resultado de um campo de forças cujos processos serão apresentados e decodificados com o propósito de aprofundar a compreensão do momento histórico atual. Este campo engloba o conhecimento de múltiplas facetas da contemporaneidade bem como do campo artístico pós-moderno. Serão abordados temas como: tendências em tecnologia, apps e games, interpretação de cenários econômicos locais e globais, análise de comportamentos e soluções para o campo da economia criativa.

IMAGENS TÉCNICAS

As imagens técnicas, ou seja, aquelas produzidas por aparelhos, serão estudadas a partir da análise de sua estrutura como linguagem. No curso serão abordados temas como: o ensaio fotográfico, as narrativas visuais, as especificidades das linguagens artísticas contemporâneas e a edição como premissa do produtor de imagens contemporâneo.

O ARTISTA COMO GESTOR

A formação oferecida pelo curso considera três dimensões da atuação da gestão da cultura: a) dimensão técnica: as exigências legais, orçamentárias e operacionais do desenvolvimento de um produto cultural, b) dimensão criativa: a vocação, a identidade e as necessidades expressivas dos agentes e parceiros envolvidos, c) dimensão contextual: os limites e potenciais definidos pelos cenários socioeconômicos em que os projetos são desenvolvidos. Serão abordados temas como legislação da cultura, interpretação de editais, formatação de projetos, análise de público, orçamentos, contratos e parcerias, captação de recursos, gestão de pessoas, infraestrutura e fornecedores.

METODOLOGIA CIENTÍFICA

Aplicação e interpretação das metodologias e conceitos que sustentam o projeto e a prática profissional. O curso abordará os fundamentos e procedimentos da metodologia científica, suas modalidades, características e tipos de estudo. A partir da relação pesquisa/metodologia científica e operacional do projeto, o aluno irá estabelecer parâmetros de formatação para a elaboração de planejamento e desenvolvimento do seu projeto de especialização.

PROCESSO SELETIVO

  • Inscrição on-line;
  • Análise dos dados do candidato;
  • Convite para entrevista por e-mail ou telefone;
  • Envio do resultado do processo seletivo por e-mail ou telefone;
  • Entrega de documentos, matrícula e pagamento (para os aprovados).

 

Todas as informações no link abaixo:

http://madalenacei.com.br/pos/

 

PROFESSORES TITULARES

Iatã Cannabrava (coordenador do curso)

Fotógrafo, curador e agitador cultural. Participou de mais de 40 exposições, publicou 3 livros de fotografia e foi ganhador dos prêmios P/B daQuadrienal de Fotografia de São Paulo; do concurso Marc Ferrez da Funarte; e de dois prêmios da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo. Criou e dirige a empresa Estúdio Madalena, uma das maiores produtoras da área cultural na fotografia. Foi presidente da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil – RPCFB. Atualmente é coordenador do Valongo Festival Internacional da Imagem e do Fórum Latino- Americano de Fotografia de São Paulo.

Horacio Fernandes:

Historiador, curador e professor na Faculdade de Belas Artes em Cuenca, Espanha. Autor de Fotografía Pública, livro da mostra homônima de 1999, que aconteceu no museu Reina Sofia, em Madri, publicou ainda, no Brasil, Fotolivros Latino-Americanos – resultado de uma pesquisa feita por quatro anos em 11 países.

———–

A imagem de abertura é de Cristina de Middel, fotógrafa espanhola e professora convidada do curso. Combina seus trabalhos documentários com projetos mais pessoais que questionam o potencial da fotografia como um documento e uma ilustração da realidade. Com projetos como The Afronauts (finalista do Prêmio Deutsche Börse e do Prêmio Infinity da ICP), Cristina convida deliberadamente o público a questionar a linguagem e a veracidade da fotografia como um documento, e brinca com reconstruções e símbolos que ofuscam a fronteira entre a realidade e a ficção.

mObgraphia

Esta entrada foi publicada em julho 15, 2016 às 1:07 pm e está arquivada sob Uncategorized. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.
%d blogueiros gostam disto: